Arrasa-Quarteirão

RSS

Posts tagged with "The Descendants"

Motoqueiro Fantasma continua sendo o mais visto no Brasil

O fim do Carnaval e a expectativa do Oscar ajudou muitos filmes a terem alta de público em fim de semana dominado pelo Motoqueiro Fantasma. Muita gente ainda compareceu às estreias de A Mulher de Preto, Tão Longe e Tão Perto e Albert Nobbs.

Os super-heróis dos quadrinhos têm peso nas bilheterias brasileiras. Enquanto nos Estados Unidos, o Motoqueiro Fantasma sofre com o desdém, no Brasil se tornou protagonista pela segunda semana. Mais 370 mil espectadores despejaram R$ 4.8 milhões em 499 salas. Em dez dias de exibição, esta sequência já acumulou 1.4 milhão de ingressos vendidos e renda total de R$ 17.7 milhões.

São números muito superiores ao do primeiro Motoqueiro, lançado em 2007. Este garantiu 288 mil espectadores que deixaram R$2.6 milhões nos cinemas, 977 mil em dez dias de circuito e renda de R$8.1 milhões no total. Com 300 cópias, o filme teve média de R$ 8,6 mil por sala com valor de ingresso estipulado em R$ 9,05; já a sequência garantiu R$ 9,8 mil por sala com ingressos vendidos à R$ 13,09. Ou seja, o 3D inflou bastante a renda afinal de Espírito de Vingança.

Read More

Oscar: uma cerimônia decepcionante

Há muitos anos, via o Oscar como o supra-sumo da credibilidade. Meu olhar inocente acreditava que os votantes eram justos e os filmes respeitados. Isso rapidamente foi quebrado na cerimônia de 1999 quando Shakespeare Apaixonado venceu sete prêmios dos quais três são questionáveis para não dizer inconvenientes.

Ao longo da última década, assisti a todos os eventos sempre com certo ceticismo, afinal a Academia ignorou muita coisa boa, vangloriou alguns com excesso de entusiasmo e teve coerência em outras ocasiões como no evento de 2008 quando o nível dos indicados era de ótimo a magnífico, ao menos para mim.

No entanto, o Oscar não consegue fazer aquilo ao qual se apega tanto: entretenimento. Em todos os anos em que parei “minha vida” para acompanha-lo na televisão, nunca tinha visto uma cerimônia tão aborrecida quanto a de 2011 e uma tão risível quanto a de 2012.

A produção resgatou Billy Crystal das profundezas lúgubres de Hollywood, ator que deixou de fazer filmes há muito tempo. Sua pequena ponta no ano passado trouxe alguma nostalgia e até frescor a uma apresentação apática e ridícula de Anne Hathaway e James Franco, mas quando lhe deram o papel de anfitrião de 2012 pareciam tê-lo feito a uma alma penada, sem graça e sem vida. Até o negativo de filme antigo pegando fogo daria mais calor à cerimônia do que ele.

Além disso, os discursos foram simples como sempre achávamos que deveriam ser (talvez), mas desprovidos de qualquer tipo de personalidade. Não teve um ‘fuck’, um grito, um pulo. Os vencedores recebiam, deixavam umas lágrimas escorrerem de emoção, agraciavam seus colegas, puxavam o saco dos acadêmicos e só. Ver Christopher Plummer vencendo como ator coadjuvante e a honraria a James Earl Jones, Oprah Winfrey e Dick Smith foram as únicas partes carregadas de entusiasmo, pois nem Meryl Streep conseguiu isso, apesar da genuína emoção de 17 indicações nas costas e uma vitória após 29 anos.

Porém, creio que me faltou sentimento de torcida. Como só assisti a três filmes indicados, não tive a quem recorrer. Qualquer vitória estava valendo, desde que não ocorresse um absurdo alucinante como o Gato de Botas bater Rango da disputa pela categoria de animação, por exemplo.

Olhando no relógio, achei que o evento estava sendo rápido demais e que era possível terminar com duas horas e meia; porém, as três horas são mesmo praxe para anunciantes então estava dentro do tempo. Enfim, acho que a aura derrocada da Kodak tomou conta do Kodak Theatre e das almas ali presentes.

\/\/

Read More

ACADEMY AWARDS 2012

The Artist

  • Best Film
  • Director - Michel Hazanavicius
  • Leading Actor - Jean Dujardin
  • Original Music
  • Costume Design

Beginners

  • Supporting Actor - Christopher Plummer

The Descendants

  • Adapted Screenplay - Alexander Payne, Jim Rash, Nat Faxon

The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore

  • Short Animation

The Help

  • Supporting Actress - Octavia Spencer

Hugo

  • Art Direction
  • Cinematography
  • Sound Editing
  • Sound Mixing
  • Special Visual Effects

The Iron Lady

  • Leading Actress - Meryl Streep
  • Makeup

Midnight in Paris

  • Original Screenplay - Woody Allen

Millennium - The Girl With the Dragon Tattoo

  • Editing

The Muppets

  • Original Song - Man or Muppet

Rango

  • Animated Film

A Separation

  • Foreign Language Film - Iran

The Shore

  • Short Film - Live Action

Saving Face

  • Documentary, Short Subjects

Undefeated

  • Documentary

Soldados provam seu valor nas bilheterias americanas

O filme de ação Act of Valor atinge o topo das bilheterias sem um membro do elenco conhecido (afinal são soldados de verdade) enquanto Good Deeds fica com a segunda posição em fim de semana com estreias pouco convidativas e cheio de expectativas pela premiação do Oscar.

A produção da Relativity Media Act of Valor arrecadou $24.4 milhões e virou a melhor estreia de um filme sobre soldados lançado no primeiro trimestre de qualquer ano. Bateu Fomos Heróis ($20.2 milhões), com Mel Gibson; Lágrimas do Sol ($17 milhões), com Bruce Willis; e Zona Verde ($14.3 milhões) com Matt Damon. Se tiverem valores reajustados pela inflação, apenas o drama de guerra com Gibson o supera em arrecadação e em estimativa de público. Mas isso pouco importa, pois foi um grande início para um filme recheado de soldados de verdade como atores amadores.

A medalha de prata foi para Good Deeds que amealhou $15,5 milhões se tornando a segunda estreia mais fraca do diretor/roteirista Tyler Perry. Fica abaixo de The Family that Preys ($17.3 milhões) e supera apenas Daddy’s Little Girls ($11.2 milhões). Todos os demais filmes de Perry conseguiram mais de $20 milhões nas bilheterias quando estrearam. Contudo, como eles têm orçamento baixo, Good Deeds deve se pagar nos cinemas.

Read More

Motoqueiro Fantasma bota fogo no Carnaval

Enquanto o Carnaval dominava o território brasileiro sendo pauta da maioria dos eventos, o Motoqueiro Fantasma: Espírito de Vingança usou poderes infernais para atrair aos cinemas espectadores ávidos por seu retorno enquanto Adam Sandler consegue ter as melhores marcas de sua carreira no Brasil. E ainda há as estreias de A Invenção de Hugo Cabret e A Dama de Ferro que chamam a atenção para lembrar o público que o Oscar está próximo.

Entre sexta a domingo, quase 440 mil pessoas assistiram a esperada sequência do Motoqueiro Fantasma encarnado por Nicolas Cage, uma quantia basicamente igual ao do primeiro filme quando foi lançado em 2007. A diferença básica é que desta vez o lançamento ocorreu em pleno Carnaval o que possibilitou, durante o feriado, que o filme conquistasse mais 500 mil espectadores. Num espaço de seis dias, a sequência teve 989 mil pagantes enquanto que o antecessor havia obtido 977 mil em dez dias.

Read More

Comédia com Adam Sandler é o filme mais visto no Brasil

Cada um tem a Gêmea que Merece demorou bastante para chegar ao Brasil, mas isso não evitou o filme em dominar a atenção popular nas bilheterias brasileiras. O ranking ainda ainda contou com o relançamento de Star Wars: Episódio 1 - A Ameaça Fantasma no 3D que ficou entre os cinco mais vistos.

A nova comédia de Adam Sandler (desta vez, em dose dupla) garantiu o primeiro posto nas bilheterias com 373 mil espectadores, de longe, sua maior estreia no Brasil. No ano passado, o astro já tinha conquistado bastante público com Esposa de Mentirinha (284 mil) e também foi melhor do que outros trabalhos tais Como se Fosse a Primeira Vez (261 mil) e Click (265 mil). A falta de uma comédia hollywoodiana nos últimos meses pode ter pesado na escolha das pessoas já que Roubo nas Alturas chamou pouca atenção em dezembro passado: 139 mil na estreia fechando a carreira com 460 mil. Cada um tem a Gêmea que Merece conseguiu R$ 13,1 mil por sala, a melhor média do ranking.

Read More

Star Wars testa a “Força” no 3D como coadjuvante de drama romântico

image

A volta de A Ameaça Fantasma até estreou com força no 3D, mas “amargou” o apenas a quarta posição, pois não conseguiu vencer o romance Para Sempre, o thriller Protegendo o Inimigo e a aventura família Viagem 2. Assim também, o segundo fim de semana de fevereiro faz 2012 finalmente alavancar de verdade nas bilheterias norte-americanas.

Diante do período do Dia dos Namorados no hemisfério norte da América, Para Sempre arrancou os casais do sofá de casa e os pôs na poltrona do cinema. Mesmo não tendo o resultado de $56.2 milhões de Idas e Vindas do Amor, lançado no mesmo período de 2010, a arrecadação de $41 milhões foi mais do que suficiente para fechar o fim de semana no topo do ranking. Além disso, o romance representa o melhor resultado para as carreiras de Rachel McAdams e Channing Tatum, ao menos como protagonistas.

Quem acompanhou o forte o ritmo do primeiro colocado foi Protegendo o Inimigo, filme de ação com Denzel Washington e Ryan Reynolds que abocanhou R$39 milhões das plateias americanas e canadenses. Para o oscarizado Denzel, este novo trabalho o põe novamente no papel de vilão/anti-heroi algo a ser considerado como influência na opção do público. Desde o sucesso de Dia de Treinamento O Gângster, o astro não fazia o tipo de personagem. Se como um arruaceiro ele disputa prêmios de renome e contribui para um filme garantir $130.1 milhões nas bilheterias, como heroi, ele mantém consistência com arrecadações em torno de $64-95 milhões. Em outro caso, Reynolds ganha um reforço na carreira sem as características do fracassado super-heroi Lanterna Verde, lançado em 2011.

Read More

Feb 7

Aventura “Viagem 2” é o mais visto pelo espectador brasileiro

Filme com Dwayne Johnson domina fim de semana com cara de fim de férias.

viagem-2-journey-the-rock-dwayne-johnson

A aventura da Warner, Viagem 2: A Ilha Misteriosa garantiu 236 mil espectadores em sua estreia, um resultado que supera os 205 mil alcançados por Viagem ao Centro da Terra, produção recheada de efeitos visuais em 3D com Brendan Fraser que fora lançada em julho de 2008. Exceto por Josh Hutcherson (de camiseta preta na foto e único remanescente do primeiro filme), a estória conta com novos atores que agora são capitaneados por Dwayne Johnson (ex-The Rock). O astro já havia participado de outra aventura do gênero, A Montanha Enfeitiçada, que chamou a atenção de 50 mil espectadores em sua estreia no Brasil. (OBS: a imagem pequena é de Montanha e é muito parecida com a de Viagem 2, não?)

Na segunda posição, Filha do Mal garantiu presença 180 mil pagantes e renda de R$ 2 milhões, estreia inferior, mas próxima, de 11/11/11 (205 mil) e Atividade Paranormal 3 (200 mil). É possível que o filme consiga obter mais de 600 mil espectadores como os dois mencionados, mas o importante é que ele só está lucrando no Brasil afinal, nos Estados Unidos, arrecadou 54 vezes o valor do seu custo de $1 milhão de dólares.

Read More

Feb 5

Poder Sem Limites e A Mulher de Preto disputam atenção nos EUA

image

No fim de semana do Superbowl, dois filmes sobrenaturais disputaram o público norte-americano de forma acirrada: Poder Sem Limites e A Mulher de Preto se isolaram da concorrência com boas rendas de abertura para o gênero.

Ainda assim, Poder Sem Limites garantiu a primeira posição com $22 milhões. Testando a máxima “grandes poderes trazem grandes responsabilidades”, o filme aborda a estória de três adolescentes que descobrem ter um poder além do normal e usufruem deste até que a situação toda saia de controle. A produção custou $12 milhões para ser realizada e, diante do total arrecadado em sua estreia, já pode ser considerada um sucesso. Além disso, foi um resultado melhor do que semelhantes como Heróis ($10 mi) e Kick-Ass ($19.1 mi) que optaram por mais ação física do que estrutura psicológica de personagens.

Read More

Alvin 3 volta a ser mais visto no Brasil; estreias têm papel modesto

As seis estreias da última sexta-feira, dia 27, não tiraram as primeiras posições de Alvin e os Esquilos, Tintin e Sherlock Holmes, todos filmes com muitos efeitos especiais, aventura e humor, típicos recheios para um público em período de férias.

Os filmes em CGI da franquia Alvin e os Esquilos tendem a arrasar seus concorrentes Esta segunda sequência faz o mesmo garantindo novamente o topo do ranking brasileiro com quase 4.5 milhões de espectadores. Vai passar com facilidade os cinco milhões, mas pode ter queda acentuada na próxima semana devido ao início das aulas. Acumulou R$38 milhões nas bilheterias brasileiras o que só deve ser ultrapassado em abril quando franquias de super-heróis aportarem por aqui.

Read More